96,5 MUTUM
AO VIVO
COMPARTILHE
COM OS AMIGOS!
2 semanas atrás - 07/05/2024

Maiara e Maraisa são criticadas por fazerem show no RS em meio à tragédia das enchentes

REPRODUÇÃO INERNET
REPRODUÇÃO INERNET

Maiara e Maraisa estão sendo alvos de críticas na web sociais por fazerem um show no Rio de Grande do Sul em meio a tragédia das enchentes. A dupla sertaneja se apresentou no último domingo, 5, em Santa Bárbara do Sul, uma das cidades que não sofreram com o impacto climático que assola o estado desde a semana passada.


Registros publicados nas redes sociais mostram as cantoras no palco, citando a calamidade no RS e justificando a presença no show.
"Tudo que a gente puder fazer, a gente vai fazer. Quem puder ajudar o Rio Grande do Sul. Desculpa, a gente não podia deixar de vir aqui hoje. Não podia deixas de fazer o nosso papel. Com todo respeito, sei que não é fácil, mas a gente não foge à lua", disse uma das irmãs, sendo aplaudida pelo público.


Em outro momento do show, as cantoras rezam um "Pai Nosso" com a plateia pelas pessoas que sofrem com enchentes no Rio Grande do Sul. As irmãs também doaram o cachê do show para às vítimas da tragédia.


O show rendeu várias críticas às cantoras. "Essas duas só fazem escolhas péssimas", escreveu uma internauta. "Amo as gêmeas demais, mas, caraca, foi muita falta de noção", criticou outro. "O estado que elas estão fazendo show hoje está em calamidade. Porque não cancelaram essa p$%%@", postou um terceiro.


Alguns fãs da cantora, porém, defenderam a artista. "Vocês acham que um show é só chegar lá, pegar o cachê e ir embora? Não é assim. Um show movimenta o comércio da cidade, ajuda as famílias a colocarem comida na mesa de casa, se elas não fossem iam deixar todo esse povo na mão. Maiara e Maraisa ajudam muitas famílias a sobreviver', publicou um.
"Muitos fãs da Maiara e Maraisa fazendo questão de massacrar elas e puxando gente de fora da bolha para fazer o mesmo. Essas pessoas, não fazem ideia de quantas famílias agradecem por ter tido esse show hoje e terem conseguido uma movimentação para o comércio da cidade", defendeu outra.

FONTE: EXTRA