96,5 MUTUM
AO VIVO
COMPARTILHE
COM OS AMIGOS!
1 semana atrás - 06/10/2021

Com apenas um voto contra, vereadores aprovam projeto que concede comenda colonizador Ênio Pipino para Jair Bolsonaro

FOTO: Lívia Kriukas
FOTO: Lívia Kriukas


Além do título de “Cidadão Sinopense”, agora o presidente da república, Jair Bolsonaro, deve ser condecorado com a "Comenda Colonizador Ênio Pipino", que é uma honraria que carrega o nome do pioneiro fundador de Sinop.


O projeto de decreto legislativo, de autoria do vereador Ademir Debortoli, foi aprovado em primeira e única votação, na última sessão com 14 votos a favor e apenas um contrário, que foi o da parlamentar, professora Graciele (PT). A única representante das mulheres, na casa de leis, argumentou sobre o que consta na própria especificação da Comenda e ainda pontou situações especificas que segundo ela não vem de encontro esse título para Bolsonaro.


"Então tem uma série de razões aí... Nós não temos por exemplo, em Sinop, placa de obras significativas e expressivas com participação do governo federal. Uma das coisas que acho grave, é que temos mais de 600 mil mortos, é claro, que não podemos atribuir nenhuma pandemia a nenhum presidente de qualquer país que seja. Nós tivemos no Brasil uma péssima gestão, isso não sou eu que estou dizendo, o tempo todo tem estudiosos e outros presidentes dizendo. Por tanto, uma parcela desses 600 mil mortos, ela tem responsabilidade dessa péssima gestão. Ali foi exclusivamente dizer, o regimento da casa prevê esses critérios e pra mim, essa pessoa não segue esses critérios", explicou.


Outros parlamentares como, Elbio Volksweis (Patriotas), Hedvaldo Costa (PRB) e Toninho Bernardes (PL), usaram a tribuna para defender o presidente. Já Ademir, como autor do projeto, exaltou os ânimos, já que durante a fala dele, houve sátiras, risadas e vaias por parte de um popular da esquerda presente com uma bandeira do PT.


"Dizer que essa simples homenagem ao nosso presidente da república, se vem a um homem que está comandando a nossa nação com punhos de ferro. Que colocou Deus, acima de tudo, a família e a pátria. Um homem que em 2020, mandou para Sinop, R$ 40 milhões, na época da pandemia, que se preocupou em colocar ministros que não têm mancha alguma e estão lutando pela Ferrogrão e pelo desenvolvimento do norte de Mato Grosso e da nossa cidade. Tem que dizer mais alguma coisa? Um presidente que nunca foi preso", argumentou. 


Agora com a Comenda aprovada, basta entregar a homenagem ao presidente, que segundo o parlamentar, já está sendo marcado um encontro.


"Essa casa vai dar sim essa homenagem e nós já marcamos inclusive com o deputado federal, Nelson Barbudo, que vai marcar para que a gente possa entregar em mãos essa homenagem", finalizou. 


Desde 2003, a honraria é uma forma de homenagear pioneiros de Sinop, pessoas com boas ações na cidade e merecedores de alguma forma por proporcionar um bem comum a cidade, na contribuição do desenvolvimento ou divulgação da “terra de toda gente” seja localmente ou nacionalmente falando.

FONTE: Lívia Kriukas / Redação Meridional Notícias