96,5 MUTUM
AO VIVO
COMPARTILHE
COM OS AMIGOS!
8 meses atrás - 18/09/2023

Munhoz e Mariano são levados à Justiça por darem bebida alcoólica a menor

Reprodução Internet
Reprodução Internet

A dupla Munhoz e Mariano foi acionada na Justiça por um pai e seu filho sob a acusação de dar bebida alcoólica ao garoto durante um show, em Porto Murtinho (MS), em junho deste ano. A família cobra R$ 500 mil em danos morais. Para Splash, advogados dos sertanejos afirmam que o garoto já consumia bebida alcoólica na presença do pai e que subiu ao palco após dizer que era maior de idade.


No processo ao qual Splash teve acesso, o adolescente, que tinha 15 anos na época do evento e terá seu nome preservado, diz que foi chamado ao palco durante a apresentação de Munhoz e Mariano para disputar uma competição de dança, com a promessa de prêmio ao vencedor.


O garoto afirma que, após a competição, descobriu que a premiação ofertada era um whisky puro, despejado direto em sua boca. O adolescente conta que não estava bebendo no momento dos fatos, pois estava acompanhado de seu pai.


Pai e filho anexaram imagens no processo para embasar a acusação. "Provam as filmagens que os requeridos [Munhoz e Mariano] fizeram com que o adolescente ingerisse altíssimas doses de uma bebida alcoólica fortíssima, até praticamente perder os sentidos. Salienta-se que, pela idade do requerente, este não era capaz de consentir com o ato que estava sendo praticado."


 
O pai diz na ação que subiu ao palco para retirar seu filho, quando este "veio ao chão completamente desmaiado, conseguindo apenas murmuras algumas palavras aleatórias". O pai se disse desesperado, e, então, chamou a equipe de socorro, que o levou ao hospital local, onde o garoto passou a noite desacordado, só tendo alta pela manhã, após ingerir medicação dada pelos médicos.


"O requerente [filho] não recebeu qualquer apoio por parte dos requeridos [Munhoz e Mariano], que não se importaram com a situação e o mal que causaram ao adolescente", afirma o pai do garoto no processo. "Não perguntaram sua idade ou tomaram qualquer precaução para saber se era maior de idade."


Pai e filho cobram uma indenização por danos morais de R$ 500 mil, em ação aberta no dia 21 de agosto na Vara Cível da Comarca de Jardim, no Mato Grosso do Sul.


Em contato com Splash, Munhoz e Mariano se defenderam das acusações, por meio dos advogados Douglas de Oliveira e Pedro Vale, que representam a dupla. Os advogados explicaram que o garoto estava com seu pai no evento, estava consumindo álcool e somente subiu ao palco por ter se apresentado como maior de idade.


Os advogados da dupla explicaram que possuem vasto acervo probatório, composto por fotos, vídeos, ata notarial e informações da própria rede social do garoto, em que ele aparece consumindo álcool e fazendo uso de cigarros frequentemente, em várias ocasiões, inclusive na presença dos pais e familiares, que deveriam tutelar pela sua integridade.

FONTE: Splash