SINOP: UCT precisa de sangue
96,5 MUTUM
AO VIVO
COMPARTILHE
COM OS AMIGOS!
1 mês atrás - 01/06/2020

SINOP: UCT precisa de sangue

Foto: Assessoria
Foto: Assessoria

A Unidade de Coleta e Transfusão de Sangue de Sinop (UCT) está com estoque de sangue reduzido devido à baixa procura por conta da pandemia do coronavírus. A unidade está organizando os atendimentos por meio de agendamentos via telefones (66) 3531-7325 e (66) 9 9292-2634.


As doações são realizadas de segunda-feira a sextas-feira, das 7h às 12h. É necessário levar documento com foto, CEP atualizado e cartão SUS. 


Conforme a coordenadora da UCT, Rúbia Vanesca Dal Maso, todos os protocolos de não aglomeração no espaço estão sendo seguidos e, por isso, a necessidade de se intercalar períodos para recebimento do cidadão. “Estamos vivendo em cenário onde toda precaução é necessária por conta do COVID-19. No entanto, agora, mais do que nunca, precisamos que os doadores continuem contribuindo com o banco de sangue. Então, pedimos encarecidamente que continuem doando. Estamos à disposição nos telefones disponibilizados para esclarecer qualquer dúvida e também agendar a doação. Nossa equipe está preparada para atender de forma segura e responsável”, frisa.


A coordenadora pontua, ainda, que pessoas com os sintomas da doença como tosse, febre e dificuldades para respirar não podem realizar a doação.


QUEM PODE DOAR - Qualquer pessoa que esteja bem de saúde, na faixa etária de 16 a 69 anos, pode ser um doador de sangue. Os interessados devem comparecer à UCT, munidos de um documento pessoal com foto, e estar com peso superior a 50 quilos.


RECOMENDAÇÕES NO DIA DA DOAÇÃO – não ir doar em jejum, não ingerir bebida alcoólica nas 12 horas anteriores à doação, evitar fumar duas horas antes e evitar ingerir alimentos gordurosos.


Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o ato de doar sangue pode salvar até três vidas, isso porque todo sangue recebido é separado em diferentes componentes (hemácias, plaquetas, plasma e outros) e, assim, beneficiar mais de um paciente com apenas uma unidade coletada.

FONTE: Assessoria