96,5 MUTUM
AO VIVO
COMPARTILHE
COM OS AMIGOS!
3 semanas atrás - 25/04/2022

40% dos inadimplentes pretendem usar o Saque Emergencial do FGTS para limpar o nome, aponta pesquisa da Serasa

FOTO: Divulgação
FOTO: Divulgação

A Caixa Econômica Federal já começou a pagar o novo saque do FGTS 2022 no valor de até R$ 1 mil. Para muitos brasileiros, o saque pode representar o recomeço: de acordo com um levantamento realizado pelo Instituto Opinion Box em parceria com a Serasa, 40% dos inadimplentes pretendem usar o saque emergencial do FGTS para limpar o nome.


Entre os destaques do estudo, 26% dos entrevistados indicaram que pretendem utilizar o dinheiro liberado para pagar dívidas de cartão de crédito e que 26% dos respondentes pretendem colocar as contas básicas, como água, luz e gás, em dia.


Pelo menos 12% dos entrevistados afirmam que vão pagar dívidas contraídas em bancos e 8% pretendem quitar débitos feitos com familiares ou amigos. Apenas 13% afirmam que vão usar o FGTS para fazer compras em supermercados e 12% estão fazendo planos de investir a quantia a ser sacada na Caixa.


O levantamento foi realizado durante entre os dias 12 e 14 de abril e ouviu mais de 1.679 usuários da Serasa. Desses, apenas 32% disseram ter saldo disponível no FGTS e 33% afirmaram não ter saldo na conta.


Para facilitar a vida dos brasileiros que programam quitar débitos e limpar o nome usando o Saque do FGTS, a Serasa fez uma radiografia da disponibilidade de ofertas de dívidas com descontos especiais a partir da parceria que mantém com mais de 100 empresas de diferentes setores, como bancos, financeiras, securitizadoras, telefonia, varejo, universidades e outros.


 No estado de Mato Grosso, por exemplo, são mais de 1 milhão de ofertas disponíveis no Serasa Limpa Nome por até R$ 1 mil. Destas, mais de 839 mil de ofertas podem ser quitadas por até R$ 500 e mais de 359 mil pelo valor de até R$ 100.


Para verificar as ofertas disponíveis no CPF, o consumidor não precisa estar negativado. Basta acessar os canais digitais da Serasa para consultar as oportunidades de renegociação com descontos especiais e opções de parcelamento.

FONTE: Assessoria