96,5 MUTUM
AO VIVO
COMPARTILHE
COM OS AMIGOS!
2 meses atrás - 26/06/2020

Duda Reis diz sofrer ameaças e ter crises de pânico com desafeto entre família e Nego do Borel

Duda Reis fez um enorme desabafo em seu Instagram nesta quinta-feira (25) após mais um dia de exposição do desafeto entre sua família e seu noivo, Nego do Borel. Pelos stories, ela publicou um texto em que lamenta a exposição e ataques que tem recebido desde que reatou o relacionamento com o funkeiro, quando seus pais começaram a publicar comentários sobre agressões que a atriz teria sofrido do cantor.


Na postagem, ela diz que tem crise de pânico diarimente e que sofre ameaças constantes. Duda ainda reforçou que, como afirmou mais cedo, vai tomar medidas judiciais contra a família caso não parem de citar seu nome atrelado a supostos ataques de Nego.


"Mais uma vez preciso vir aqui me expor, sendo que já estou cansada disso. Gostaria de falar tanta coisa, só que não sei se consigo resumir ou tentar passar de maneira certa o que gostaria. Mais uma vez minha vida pessoal se encontra em evidência nas redes sociais. O que eu quero dizer é que: eu amo minha família e isso não é novidade, mas não compactuo com as atitudes ditadoras e muito menos com a exposição, sendo que existe WhatsApp, ligação e carro. Minha vida não é reality show, e acho que todos já viram que a mesma tem se tornado um show business. Meu relacionamento é meu, e não sou obrigada a ficar dando satisfação toda hora para todo mundo. Existe vida fora de rede social", começa.



"O que eu quero deixar claro é que: a vida é feita de escolhas, eui escolhi viver isso. Sou feliz ao lado de quem eu amo e estamos juntos trabalhando muito, nos respeitando e estamos tendo momentos incríveis juntos, estamos mais firmes a cada dia que passa. Nenhuma ofensa tem conseguido balançar a gente como casal. Estamos cansados de sermos julgados e expostos o tempo todo. O que eu mais queria era que todos estivessem em harmonia, porque eu e todos sofremos muito com isso. Já houve muitas tentativas de conversas com minha família, e todas não deram certo, infelizmente. Na verdaade, em nenhuma possuímos abertura. Como eles dizem, 'tolerância zero'. O ser humano muda, cresce, evolui, e se você não acredita/compactua com isso, você não aprendeu nada com o real significado da vida", acredita.


"Como qualquer casal, já nos desentendemos, sim. Isso é normal, assim como já vi desentendimentos parecidos em casa e em diversas casas, já tivemos momentos difíceis, mas que foram superados com muito amor. É cansativo ser exposta toda hora e não conseguir fazer o que preciso: trabalhar. Vocês, que me julgam uma patricinha, sabiam que eu preciso do meu trabalho para pagar minha faculdade (que não é barata)? Minha assessoria? Meus tratamentos (tá aí uma coisa que precisamos conversar)? Minhas idas numa farmácia, por exemplo, por higiene básica? Nunca quis ser sustentada por ninguém e não quero. O que eu quero dizer é que sou trabalhadora pra caramba e toda vez que familiares que eu amo me expõem com uma finalidade que eu sei lá qual é, conseguem me fazer passar dificuldades para eu não atingir minhas metas. Eu sou jovem e estou sujeita a erros e acertos na vida, só que uma escolha amorosa minha não me desqualifica", desabafa.


"Quem nunca errou, que atire a primeira pedra! Conheço vários casais que vocês admiram horrores na internet e que não são nada do que pregam, mas também conheço casais incríveis que passam por dificuldades dentro de casa e não precisam sair expondo ninguém. Sabe o que é chique? Chique mesmo é respeitar o outro. Você pode até alertar, mas respeitar é chique! Eu aprendi a ser uma pessoa chique, e chiqueza não tem nada a ver com dinheiro, tem a ver com quem você é. Sou ameaçada diariamente com coisas do tipo 'se você postar isso, vou acabar com você'. Isso não é legal! Estou tendo diariamente crises de pânico, sem contar com as diversas mensagens que recebo de pessoas que não me conhecem, que pegam essa onda péssima para me chamarem de 'horrorosa', 'anoréxica', dentre palavrões bem pesados. Vocês acham isso legal?", questiona.


"Eu não estou trocando fulano por ciclano. Meu relacionamento é uma coisa, famíllia é outra. Meu relacionamento é meu e eu vou continuar assim. Se vocês um dia quiserem saber, contaremos o nosso testemunho com Jesus Cristo (que é o único que salva) e contaremos como ele nos salvou e nos renovou. Por respeito, sempre buscamos ficar quietos e sem ofender ninguém, sempre orando para Deus quebrantar o coração de algumas pessoas e permitir que deem uma chance para ser humano. Nós não tentamos nos esconder atrás de religião, muito pelo contrário, a religião tirou de nós o que temos de melhor. Se você acredita, bênção! Se não acredita, espero que um dia conheça", conta.


"Sou bem grandinha já para saber o que é certo ou errado. Não sou vítima de agressão, não sou vítima de relacionamento abusivo. São coisas muito sérias. Vocês precisam medir mais as palavras. Vocês não têm noção de como um comentário pode acabar com uma pessoa. Ninnguém precisa gostar de ninguém, precisa respeitar! Amo minha família e gostaria que ela pudesse se abrir mais para mim, e pudesse ficar feliz se eu estiver feliz, porque ninguém sabe o que se passa dentro de mim e no meu dia a dia. Amo meu noivo, passamos por muitas coisas juntos que vocês não imaginam, e hoje vivemos em Deus (que, mais uma vez, transforma). Ao invés de torcerem pro mal das pessoas, torçam para elas derem certo!", pede.


"Parece que se eu não fizer o que é do agrado de certas pessoas, não presta. Se me pedirem para fazer 'A' e eu fizer 'B', me consideram um péssimo ser humano. E podem falar o que quiser, sou uma mulher livre para escolher o que quero, e se vocês soubessem como sou como pessoa/filha/companheira, se arrependeriam muito de falar certas coisas. Não sou vítima de agressão e não sou vítima de relacionamentos abusivos. Mas saibam que todos os comentários que vocês fazem estão destruindo minha saúde psicológica e toda essa exposição também", reforça.


"E não aceito mais que falem inverdades sobre mim ou que me exponham ao extremo. Quando falei em processo, falei no auge do meu estresse e no meio de uma crise de pânico, que tenho tido diariamente por não conseguir dormir achando que vou acordar sempre com uma bomba. Mas se isso não parar, irei tomar medidas cabíveis e judiciais para não usarem mais meu nome com calúnia e difamação e para não exporem minha vida pessoal, porque bloquear, parar de seguir e ignorar não adianta. Tento toda hora ficar bem, faço surpresa, viajo para ver todos e, mesmo assim, não sirvo. Acho que toda pessoa que sofre com situações assim de exposição, coação e difamação deveria se cuidar e tomar medidas para seu próprio bem estar! Não romantizem todas as relações que vocês veem, nem tudo são flores. Não é da maneira que vocês pensam, mas sou uma mulher de honra e sou mulher! Cumpro com o que acho correto e digno", detalha.


"É isso! Fiquem com Deus, vida que segue! E o que mais quero é paz. Vou seguir com meus trabalhos e sigo orando por dias melhores e pela união. Só Deus sabe meu coração e o que eu quero. Obrigada desde já, e como eu disse, a partir de agora mereço respeito e privacidade quanto a minha vida", diz.


"E sem contar com as mensagens que estou recebendo como 'você deveria morrer', 'você é uma p***', 'você é melhor em outro lugar', 'anoréxima de m*', 'vai sumir', 'você é horrível', 'vai pro inferno'... (dentre outras). Melhorem, já não é a primeira vez que recebo coisas assim e vocês mão me conhecem em nada. Todos temos livre arbítrio. Respeitem, sejam evoluídos e torçam para o próximo. Nunca mais venho aqui falar sobre. A partir de agora vou cuidar da minha saúde mental e de mim porque estou precisando. Queria ver se fosse com vocês, as pessoas não têm empatia nenhuma com ninguém. Respeitem as escolhas dos outros, torçam para a felicidade das pessoas em vez de torcerem para o insucesso alheio. Vou tocar minha vida e é isso", conclui.


Mais cedo, Nego do Borel emitiu um comunicado falando sobre os constantes ataques que tem recebido da família de Duda. No texto, ele atribiu as atitudes dos pais da atriz ao racismo.


“Pela primeira vez vou falar abertamente sobre algumas situações que me machucam muito: o preconceito com um homem preto da favela que venceu na vida. Desde pequeno sempre passei por muitas situações desconfortáveis e, a princípio, não entendia o porquê. Mas com o tempo enxerguei os motivos que faziam as pessoas me olharem torto no shopping, na praia e em qualquer outro lugar fora das favelas: ser um jovem preto que fala gírias. Graças a Deus e após muito esforço, consegui vencer na vida e atingir lugares inimagináveis. Para muitos, isso é inadmissível. Pessoas que acham que eu 'só posso ser bandido' e que tentam criminalizar as minhas atitudes. Mais uma vez, hoje, eu sofri com inverdades sobre mim partindo de pessoas que se sentem ofendidas com a minha felicidade. Em respeito às pessoas que eu amo, sempre coloquei panos quentes e procurei não ligar para essas agressões gratuitas. Mas isso cansa. Até quando seremos obrigados a aturar que tratem todo preto favelado como bandido? Chega! Eu vou atrás dos meus direitos e vou tomar as devidas providências. Este preconceito é um mal que já deveria ter sido extinto da nossa sociedade. Não vou permitir que tentem me calar nem caluniar mais. Meus advogados que estão cuidando de tudo agora!”, afirma na nota oficial.