96,5 MUTUM
AO VIVO
COMPARTILHE
COM OS AMIGOS!
2 meses atrás - 10/06/2022

Jornalista expõe relacionamento com Pyong Lee: “É um bom ator”

Foto: Instagram
Foto: Instagram

Quando Pyong Lee foi visto dançando colado à jornalista Kessya Cruz, no mês passado, a coluna LeoDias procurou a jornalista para confirmar se eles haviam ficado juntos. À época, Pyong nos disse que eles eram apenas amigos, enquanto a moça preferiu não comentar o caso. Poucas semanas depois, Keyssa nos procurou para contar o que os dois tiveram de fato: um breve relacionamento. “É um bom ator e gosta de ‘brincar’ que está apaixonado”, desabafou. Leia seu relato na íntegra, no final desta matéria.


“Eu e Pyong estivemos juntos por um mês, dormindo juntos todos os dias, nos vendo todos os dias. Por sinal é um bom ator e gosta de ‘brincar’ de fingir estar apaixonado. Me dizia ‘eu te amo’ todos os dias, que eu era A mulher, que estava loucamente apaixonado etc… Mas no fundo sempre desconfiei pelas pronunciações dele que não passava de um joguinho de conquista”, iniciou o desabafo.


Segundo a jornalista, que recentemente esteve em Cannes, o ilusionista a pediu em namoro há dois dias, prometendo levar o relacionamento dos dois a sério. Apesar de ser brasileira, Kessya foi criada e mora no Japão. Pyong teria prometido que assim que ela voltasse, tudo iria mudar, mas as promessas se tornaram vazias no dia seguinte.


“Há dois dias, ele me pediu em namoro, disse que iria me esperar voltar de viagem e levar a sério nosso relacionamento. E no dia seguinte, me disse que cada dia o sentimento dele era diferente, voltando atrás no pedido”, revelou Cruz, que se diz cansada dos joguinhos dele. Com a suspeita de que o comportamento de Pyong está atrelado a uma vontade dele de voltar com a ex-esposa, Sammy, Kessya explicou que decidiu falar com nossa equipe para ter sua consciência tranquila.


A coluna procurou Pyong, que de acordo com Kessya está ciente de que ela conversou conosco. O influenciador, no entanto, não retornou nosso contato. Este espaço segue aberto para futuras manifestações.

FONTE: Leo Dias