96,5 MUTUM
AO VIVO
COMPARTILHE
COM OS AMIGOS!
1 semana atrás - 10/07/2024

Você sabia? 'Pássaro de Fogo', de Paula Fernandes, fala sobre a paixão da cantora por um sertanejo famoso. Conheça a história

REPRODUÇÃO INTERNET
REPRODUÇÃO INTERNET

Paula Fernandes é uma compositora consagrada, conhecida pelo jeito sensível com que canta os relacionamentos amorosos. Mas o que muita gente não sabe é que grandes hits de sua carreira tiveram um "muso" inspirador bem famoso: o sertanejo Victor Chaves, que faz dupla com o irmão Leo.


 Em sua autobiografia "Pássaro de Fogo - Minha História", lançada em 2018, Paula relata em detalhes o amor platônico que sentiu por Victor. Os dois se conheceram no começo da carreira e a paixonite da sertaneja foi instantânea.


 "Quando entrei na van e olhei para ele, tive aquela sensação divertida de desenho animado, de coraçõezinhos saindo de mim. Eu não tinha ideia do que aquilo significava, mas havia ficado obviamente apaixonada por ele, à primeira vista", relata Paula.


Na época, Victor namorava, o que impediu Paula de se aproximar romanticamente do artista. Mesmo assim, ela permaneceu encantada. "Ele me contava suas histórias, eu as minhas. Gostava do seu jeito desencanado e tranquilo, sempre de calça jeans e camiseta branca. Gostava do repertório de piadas que ele sempre tinha de prontidão. Ele me ensinou a jogar xadrez e era meu desafiante nas nossas viagens", relembra a artista.


 VICTOR CHAVES INSPIROU O MEGAHIT 'PÁSSARO DE FOGO', DE PAULA FERNANDES
 
Victor se tornou inspiração de diversas músicas de Paula e só soube da informação anos depois. "Fiz muitas canções para ele, embalada por esse amor platônico, nunca consumado", descreve a estrela. Foi graças ao "crush" no cantor que a artista compôs o maior sucesso de sua carreira "Pássaro de Fogo".


 Sem saber que inspirou a canção, Victor foi a primeira pessoa a ouvi-la, mas sua reação inicial foi tecer uma crítica. "Quando compus a música, feliz com cada verso que escrevi, liguei para Victor e cantei-a para ele, por telefone, sem dizer que ele tinha sido a inspiração. 'Pulinha', era assim que ele me chamava, 'muito boa a música. Mas será que não está faltando um refrão?'", detalhou. A intérprete afirma ter se sentido desafiada, terminou o refrão e o resultado foi um sucesso meteórico.


 No livro, publicado um ano após o caso de violência doméstica protagonizado por Victor, a cantora preferiu só falar coisas positivas sobre o antigo parceiro. "Até hoje, mesmo que não tenhamos tanto contato, nossa relação preserva as afinidades que nos uniram desde o passado. Sempre que nos encontramos, temos boas histórias para contar e boa música para compor", derreteu-se.

FONTE: Purepeople