96,5 MUTUM
AO VIVO
COMPARTILHE
COM OS AMIGOS!
1 semana atrás - 18/05/2020

Wesley Safadão revela que gravou “Ai Se Eu Te Pego” antes de Michel Teló e explica porque não fez sucesso

Wesley Safadão se tornou um dos cantores mais populares no Brasil nos últimos anos, mas em entrevista ao site “UOL” revelou um fato desconhecido pelo grande público. Antes da música “Ai Se Eu Te Pego”, que ficou conhecida mundialmente na voz de Michel Teló estourar, ele gravou a canção. Questionado por um crítico de música, ele respondeu porque acha que o hit não virou um sucesso na sua voz: “Essa música começou em Feira de Santana, na Bahia, aí depois eu ouvi “Ai Se Eu Te Pego” no CD de uma banda baiana chamada “Cangaia de Jegue”, aí até pedi autorização para gravar porque achei muito boa. Mas é aquilo que eu digo, música é igual a chapa de dente. Ela tem que encaixar bem, às vezes não encaixa em todo mundo. Com Michel Teló se tornou esse sucesso internacional. Eu cheguei a gravar “Ai Se Eu Te Pego, mas na época eu só fazia shows no Nordeste, meu trabalho não tinha a mesma proporção que tem hoje. Então, Michel, fazendo shows em Rio, São Paulo, estourou. Ai Se Eu Te Pego foi uma música totalmente fora da curva, que explodiu mundialmente. Acho até que muito mais do que o próprio Michel esperava”.


Wesley Safadão exalta pioneirismo de Gusttavo Lima em lives elaboradas: “A gente acha que não vai ter renda, mas uma tem”

 
Wesley Safadão deu uma entrevista bem sincerona a Léo Dias em que deixa claro que está passando por tempos difíceis na pandemia do Coronvírus e revelou que o seu entendimento de mundo se alterou bastante:”Estou acostumado a fazer 20 shows por mês, hoje estou fazendo um, sem saber o que é que vou ganhar. Ninguém estava preparado para uma situação como esta, mas sei que vou ter que me adequar ao novo momento. Quando tudo voltar, não quero voltar da forma como vivia antes, em uma vida louca, sobe e desce”. Além disso, apontado como rival de Gusttavo Lima, ele descartou quaisquer desentendimentos e exaltou o pioneirismo do cantor ao fazer lives elaboradas: “Depois que o Gusttavo Lima fez a primeira live dele, abriu portas para vários artistas. Até mesmo quero ressaltar isso. Algumas pessoas acham que para um crescer o outro tem que diminuir. Levanto a bandeira de defender todos que estão fazendo as suas lives”.


Wesley Safadão continuou: “Olhando por um lado, as pessoas estão tendo a oportunidade de conhecer melhor muitos artistas. Os caras estão em casa, estão fazendo a live, mas estão se divertindo naquele momento. E o ponto principal: a gente tem ajudado muitas pessoas também. Há muitas coisas começando a acontecer neste novo mundo, né? É uma loucura tudo isso, mas busco não olhar muito para as notícias, busco confiar em Deus e fazer o meu trabalho da forma como posso”, concluiu.


Wesley Safadão comenta sobre a redução de salários dos músicos da sua banda
O cantor ainda explicou que a escassez de shows o fez reduzir os salários dos seus músicos pela metade: “Nós estamos planejando a volta para outubro, mas não sei se volta. Então, temos sete, oito meses sem faturamento. Como consigo manter uma empresa com todo o mundo empregado ganhando salário 100%? Não consigo. Mas não estou dormindo bem! Porque sei que, além da minha família, que é gigantesca, tem pessoas que não posso abandonar nesse momento”.