96,5 MUTUM
AO VIVO
COMPARTILHE
COM OS AMIGOS!
1 mês atrás - 17/09/2021

“Não quero saber”, diz Rezende sobre briga com Virginia na Justiça

FOTO: Reprodução
FOTO: Reprodução

O youtuber Pedro Rezende e a influenciadora digital Virginia Fonseca protagonizam uma briga milionária na Justiça desde o início do ano. O motivo é a quebra do contrato que eles tinham por parte da mulher de Zé Felipe. Em entrevista à coluna Leo Dias para o canal no YouTube, ele comentou, brevemente, sobre o assunto que está em segredo de Justiça.


Como a coluna divulgou, Virginia iniciou a carreira artística trabalhando na agência de marketing de influência de Rezende, a ADR, mas decidiu seguir um novo rumo profissional após o término do relacionamento deles. Entretanto, a quebra deste vínculo empregatício pode fazer com que a mãe de Maria Alice tenha que pagar R$ 4 milhões de indenização ao ex.


Para te falar claramente, não estou nem por dentro disso. Deixo com os meus sócios, não sei detalhes, não quero saber também. Deixo com os meus sócios, justamente, porque tem uma parte para trás, antes disso”, disse o youtuber.


Leo Dias quis saber se Rezende costuma agir assim com que o decepciona. “Justamente para não ter conflito, acho desnecessário. O que a gente como agência poderia fazer, a gente fez. Procuro sempre me afastar de polêmica, treta, conflito”, falou.


Nos autos do processo, a influenciadora pede a anulação do pagamento da multa pela rescisão antecipada e também solicita o reconhecimento de um vínculo trabalhista entre ela e a empresa, que pode lhe render férias, FGTS, entre outros direitos contemplados na CLT. Ao que parece, Virginia Fonseca tentou um acordo com a agência, mas a empresa recusou, exigindo dela o pagamento integral pelo rompimento do contrato.


Em nota, a assessoria de Rezende informou que o contrato, que foi rompido de forma unilateral pela influenciadora, está seguindo o processo de tramitação normal de execução. “O valor da causa é baseado no que a agência fomentou para a influenciadora, ou seja, uma fração do que foi gerado em publicidades e demais ganhos”, diz um trecho do comunicado.


 

FONTE: Leo Dias