Em dificuldade financeira, Cruzeiro rescinde com Edilson e Robinho
96,5 MUTUM
AO VIVO
COMPARTILHE
COM OS AMIGOS!
1 mês atrás - 05/06/2020

Em dificuldade financeira, Cruzeiro rescinde com Edilson e Robinho

Robinho e Edílson não fazem mais parte do elenco cruzeirense — Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro
Robinho e Edílson não fazem mais parte do elenco cruzeirense — Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro

O lateral-direito Edilson e o meia Robinho não fazem mais parte do elenco do Cruzeiro. Por meio de nota, o clube comunicou, na manhã desta sexta-feira, que já iniciou processo de rescisão amigável com a dupla. O motivo, de acordo com a diretoria, foi o aspecto financeiro.


Vale lembrar que os dois atletas estão entre aqueles que aceitaram repactuar os salários no início deste ano, recebendo, até maio do ano que vem, o valor dentro do teto estipulado pelo conselho gestor transitório, que deixou o Cruzeiro no fim de maio. O contrato de Edilson ia até o fim deste ano, enquanto o vínculo de Robinho era válido até dezembro de 2021.
Ao site oficial do clube, Sérgio Santos Rodrigues agradeceu a dupla pelas contribuições em conquistas do Cruzeiro, depois da decisão que ele classificou como "extrema".
 


"Infelizmente, devido ao cenário que envolve o Clube nos últimos anos, precisamos chegar a essa decisão extrema. Robinho e Edilson são atletas vitoriosos, que contribuíram para o time com grandes conquistas, e nós os agradecemos muito"
 


Sérgio Santos Rodrigues ainda fez questão de dizer que o compromisso da gestão dele é "preservar a saúda financeira do clube", o que pesou na decisão. Além disso, o presidente disse que a diretoria está atenta ao mercado e pediu a compreensão dos torcedores neste momento.



- Mas a realidade e necessidade de austeridade do Cruzeiro daqui pra frente nos impõe essa mudança. Um dos principais compromissos da nossa gestão é preservar a saúde financeira do Clube, e foi isso o que pesou na decisão. Continuamos, porém, atentos ao mercado para reforçar o elenco dentro da nossa realidade e contamos com a compreensão dos nossos torcedores para o nosso momento.



Robinho estava no Cruzeiro desde 2016. Viveu altos e baixos, mas caiu no gosto da torcida. O seu principal momento com a camisa celeste foi em 2018, ano que conseguiu se livrar das lesões e ser um dos nomes na conquista da Copa do Brasil, fazendo gol na final contra o Corinthians. Foram 180 jogos e 25 gols no período.



Edilson, por sua vez, chegou ao Cruzeiro no início de 2018 para resolver o problema que Mano havia enfrentado na lateral no ano anterior. Campeão da Copa do Brasil e da Libertadores com o Grêmio em 2016 e 2017, até foi bem na sua primeira temporada pela Raposa, mas enfrentou lesões na panturrilha em 2019, perdendo a titularidade para Orejuela. Este ano, era o titular até a parada do futebol por conta da pandemia do novo coronavírus. Defendeu a Raposa em 75 jogos e marcou três gols.