96,5 MUTUM
AO VIVO
COMPARTILHE
COM OS AMIGOS!
10 meses atrás - 14/09/2023

Renato Aragão perde direitos sobre a marca Didi

Foto: Reprodução/ TV Globo
Foto: Reprodução/ TV Globo

 


Ô, da poltona, vem entender essa! Desde sempre e para sempre, Renato Aragão é e será o nosso Didi. Não tem como desvincular! E o humorista de 88 anos acabou protagonizando uma polêmica por conta do nome de seu personagem que por anos liderou o grupo “Os Trapalhões”.


Na quarta-feira, 13 de setembro, ventilou-se que o humorista teria perdido o direito de usar a marca Didi. Por conta dessa proibição, Renato Aragão não poderia mais usar o nome para lançar ou promover qualquer serviço.


Segundo o jornalista Ricardo Feltrin, a empresa chinesa Beijing Didi Infinity teria comprado a marca “Didi” e a “Didizinho”.


Detentor do nome há mais de 60 anos, Renato Aragão está tranquilo e calmo com o zuzuzum. Segundo sua esposa, Lílian Aragão, nada disso procede: “De onde inventaram esse absurdo? É mentira”, garantiu Lílian.


De quem é a marca, afinal?
O Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI), órgão que cuida dos registros de marcas no Brasil, mostra o uso da marca “Didi” em transmissões radiofônicas e televisivas, registrados para a empresa chinesa. A concessão foi feita em maio de 2022 e se estende até maio de 2032.


 A Beijing Didi Infinity tem ainda o direito de uso da marca “Didi” para propaganda e publicidade on-line, segundo consta no INPI. Para este fim, a concessão começou em 2018 e vale até 2028.


Até o fechamento desta reportagem, tanto o INPI quanto o escritório jurídico que representa legalmente a empresa chinesa, não haviam se pronunciado.


Vale ressaltar que o INPI costuma avisar aos proprietários com antecedência sobre a proximidade do vencimento de alguma marca, justamente para evitar imprevistos.


 

FONTE: Fuxico