“Flores”: Parceria de Vitão e Luísa Sonza entra no top 50 das mais ouvidas do Spotify de Portugal
96,5 MUTUM
AO VIVO
COMPARTILHE
COM OS AMIGOS!
2 semanas atrás - 26/06/2020

“Flores”: Parceria de Vitão e Luísa Sonza entra no top 50 das mais ouvidas do Spotify de Portugal

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Já grande sucesso no Brasil, “Flores“, parceria de Vitão e Luísa Sonza, também está ultrapassando fronteiras! A mais recente conquista foi nesta quinta-feira (25), quando a faixa entrou no top 50 das mais ouvidas do Spotify de Portugal. A posição, mais especificamente, foi #48, somando 10.788 streams no país em 24 horas.


Confira o vídeo



Por compartilharem a mesma língua, a música brasileira é bem popular em Portugal. Ainda no top 50, logo abaixo de Flores, está “Eterna Sacanagem“, funk de MC JottaPê, MC Kekel, e Kevin O Chris. Mais acima, em 23, está Giulia Be e sua “Menina Solta“. A música chegou a ficar em primeiro lugar por lá.


Vitão comemora


Vitão comentou o sucesso e admite que está muito satisfeito.


“Cara, fico muito feliz de ganhar esse espaço fora do Brasil. Portugal tem me abraçado demais e, quando lancei ‘Mais que Bom’, minha vontade era não só continuar crescendo lá, mas também trazer o trabalho dos portugueses para o Brasil com a participação do Agir. Essa é mais uma porta que está se abrindo para mim e para meu trabalho, é muito legal ver mais um som meu voando para tão longe”, conta o cantor.


“Mais Que bom”

 
O próprio Vitão já apareceu antes no top 50 de Portugal. Ele foi top 3 com “Mais que Bom”, parceria com o português Agir. “Quando eu fui para Portugal, eu percebi que o Brasil tem uma força cultural muito grande lá, desde as novelas brasileiras até as músicas, eles consomem muito a nossa cultura. Diferente do Brasil que não consome quase nada da cultura portuguesa do cinema, da televisão, da música… A gente conhece pouca coisa de música de lá, poucos artistas de lá. Então, com certeza essa música aumenta a minha força em Portugal, mas também pode ser uma grande ponte dos artistas de Portugal para o Brasil, uma abertura. Uma porta para que os artistas portugueses sejam mais consumidos aqui no Brasil e eu espero que seja assim, que eu possa fazer essa ponte“, explicou em entrevista ao POPline.


Confira o vídeo