96,5 MUTUM
AO VIVO
COMPARTILHE
COM OS AMIGOS!
2 semanas atrás - 22/11/2021

Alexandre Pires anuncia feat com Maiara e Maraisa em 2022

FOTO: Divulgação
FOTO: Divulgação

O cantor e compositor mineiro Alexandre Pires, um dos maiores nomes do pagode no Brasil, não poderia faltar no time de estrelas escalado para participar da gravação do novo DVD de Felipe Araújo, o Clube do Araújo, que faz um mix do sertanejo, pagode e futebol. O evento, projeto em parceria com a Globoplay, aconteceu nos dias 17 e 18 de novembro, no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte (MG). Durante conversa com a imprensa, o cantor que conquistou o Brasil a frente do Só Pra Contrariar anunciou que vai lançar um feat com as sertanejas Maiara e Maraisa em 2022.


Além de Alexandre, participaram do projeto Thiaguinho, Pixote, Turma do Pagode, Dilsinho, Menos É Mais, Sorriso Maroto, Ferrugem e Mumuzinho. Questionado sobre o convite, durante entrevista à imprensa, o cantor brincou: “Ai se ele não me chama, a casa cai (Risos)”.


O artista revelou que conheceu Felipe Araújo em Uberlândia, sua cidade natal, durante uma das edições do Futebol Contra a Fome, evento beneficente organizado por ele e o irmão Fernando Pires.


Ele foi lá participar, com todo esse carisma dele, esse coração imenso que ele tem. A partir daí estreitamos essa amizade, ficamos nos falando, falando, até que surgiu o Clube do Araújo. Quando ele me convidou foi a tampa e a panela porque tenho certeza que o sertanejo, o samba e o pagode são paixões nacionais. E são estilos que sempre se cruzam em determinados momentos. Acho que é uma junção quase que perfeita, se encaixa muito bem (…) O ‘sambanejo’ e o ‘forrogode’ vem de outros artistas que experimentaram essa mistura que deu muito certo”, disse Alexandre.


Para ele, Felipe é um artista versátil, por isso conseguiu unir o sertanejo com o pagode com facilidade e propriedade. “Ele consegue juntar essa galera porque ele é bom. Ele é um ótimo artista. O Felipe sempre cantou pagode nas nossas resenhas, e é interessante porque ele conhece o repertório todo da gente, da galera do pagode dos anos 90 e da turma mais nova. Então ele vem fazendo um lindo trabalho e levando esse estilo tão popular para o Brasil todo. Acho que ele tem propriedade para fazer isso, principalmente pelo talento que tem, que adquiriu durante a curtíssima carreira, digamos assim; mas é um menino que tem bastante experiência, bagagem, que vem da família, e acho que é um projeto que vai fazer muito sucesso porque ele junta dois estilos de música muito populares e faz isso como poucos”, ressaltou.]


E continuou: “Eu curto música sertaneja também. Quando estou em casa, eu ouço mais música sertaneja do que pagode. Meus amigos sabem disso. Às vezes, as pessoas esperam que a gente ouça nossas próprias músicas ou as do mesmo tema musical, mas ouço muita música sertaneja. E tive o privilégio de cantar com muitos artistas do sertanejo, que sempre fui fã, como Leonardo, Bruno e Marrone, Chitãozinho e Xororó e outros tantos artistas. Então eu gosto demais desse estilo, estou feliz por estar aqui e prestigiar a gente, do samba e pagode, seja dos anos 90 como os novos”, destacou.


Agradeço aos novos artistas do samba e do pagode como Ferrugem, Mumuzinho, Dilsinho, Menos É Mais, uma galera que está fazendo um trabalho lindo, sério, honesto e de muita verdade”, completou o cantor.

FONTE: Leo Dias