96,5 MUTUM
AO VIVO
COMPARTILHE
COM OS AMIGOS!
2 semanas atrás - 30/06/2024

Michael Jackson devia R$ 2,7 bilhões

Foto: Reprodução/Instagram @michaeljackson
Foto: Reprodução/Instagram @michaeljackson

Naúltima semana, completaram-se 15 anos da morte de Michael Jackson, o Rei do Pop, cujo legado para a música é inigualável. Porém, a vida do artista foi recheada de muitos acontecimentos tensos.


De acordo com novos documentos judiciais apresentados em corte neste mês e obtidos pela revista People, Michael Jackson devia R$2,7 bilhões (aproximadamente U$ 490.623.750 milhões na cotação atual) em dívidas a mais de 65 credores antes de falecer.


A nova documentação foi realizada pelos executores da dívida, que apresentaram uma petição por pagamentos atrasados desde 2018 por despesas legais, de negociação e outras despesas operacionais, e desejam serem reembolsados.


 
Mas sendo o Rei do Pop e batendo recorde de venda em discos e publicidades, como Michael Jackson devia R$2,7 bilhões? Bom, segundo o Los Angeles Times, o cantor tinha gastos exorbitantes em sua vida particular e filantrópica (doações), e chegava a contrair dívidas de R$ 165 milhões (aproximadamente U$ 30 milhões na cotação atual) por ano.


Os advogados dos executores do espólio, John Branca e John McClain, junto com seu conselho legal, Jonathan Steinsapir e Saul Ewing, afirmaram que “mais de meia dúzia de processos pendentes em todo o mundo e mais de 65 reclamações de credores foram apresentadas no espólio, gerando processos adicionais, dos quais vários resultaram em litígios”.


Fortuna de Michael Jackson bloqueada
A família de Michael Jackson está passando por perrengues com a Receita Federal dos Estados Unidos, pois a fortuna do cantor está bloqueada de ser acessada pelos filhos e mãe do artista enquanto um processo que se arrasta por anos não chega ao fim. Prince, Paris e Bigi, além de Katherine Jackson, não podem mexer em um centavo do fundo que administra o patrimônio de Michael, conforme revelaram documentos judiciais obtidos pela revista People sobre o caso em questão.


O caso teve início quando uma auditoria fiscal foi realizada e foi declarada uma “nota de deficiência”, que significa que o espólio subvalorizou os ativos e devia 700 milhões de dólares em impostos e multas. Tal auditoria foi contestada, e o resultado de uma nova avaliação segue pendente. Aliás, o caçula de Michael Jackson entrou na Justiça contra a avó para impedir que ela utilizasse a fortuna bloqueada pagar os custos de outra batalha judicial que ela tem.


Bigi argumentou que o resultado do processo de Katherine não irá beneficiar o patrimônio do pai, então, não teria sentido em usá-lo para pagar os gastos. O processo que a matriarca da família e envolveu diz respeito à venda de catálogo de Michael Jackson, na qual ela é contrária e os filhos foram a favor. Para não ter mais apelações na Justiça, Bigi pediu que o juiz determine um valor justo para ser pago e que não ultrapasse o essencial.

FONTE: FUXICO