96,5 MUTUM
AO VIVO
COMPARTILHE
COM OS AMIGOS!
3 semanas atrás - 24/08/2021

CDL Sinop realiza hoje palestra gratuita sobre Lei Geral de Proteção de Dados

FOTO: Divulgação
FOTO: Divulgação

Mesmo estando em vigor desde o início deste mês e já tendo iniciado o período de multas por seu não cumprimento, a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) ainda é praticamente desconhecida por parte dos empresários pesquisados. A pesquisa “LGPD nos Pequenos Negócios”, feita pelo Sebrae em Mato Grosso, aponta que 61,51% dos entrevistados nunca tinham ouvido falar sobre a sigla e mesmo entre os que já conheciam a nova lei, a maioria dos ouvidos, no caso, 75%, disse estar parcialmente ou não preparada para cumpri-la.


Em muitos casos, os empresários questionaram as pesquisadoras para saber mais sobre a lei e demonstraram interesse em receber informações rápidas.


Para os empresários e pessoas interessadas em conhecer mais sobre a Lei Geral de Proteção de Dados, tem hoje em Sinop, a partir das 19h, uma palestra sobre o assunto, no auditório da Câmara de Dirigentes Lojistas de Sinop.


O evento contará com os palestrantes, os advogados Pedro Araújo e Thiago Zorzetto. Para ligar e fazer a inscrição gratuita é só ligar no 3511-1400.


LGPD


A Lei Geral de Proteção de Dados dispõe sobre o tratamento de dados pessoais e está em vigor no Brasil desde setembro de 2020. Ela estabelece diretrizes obrigatórias e importantes para a coleta, processamento e armazenamentos de dados pessoais.


Foi inspirada na GDPR (General Data Protection Regulation) que entrou em vigência na União Europeia em 2018, trazendo grandes impactos para empresas e consumidores.


No Brasil, assim que a LGPD entrou em vigor passamos a fazer parte do grupo de países que contam com uma legislação específica para a proteção de dados dos seus cidadãos. A nova regra, além de garantir a privacidade dos brasileiros, evita entraves comerciais com outros países.


O Sebrae-MT lembra  que manter os dados dos clientes num ambiente protegido e seguro é um grande diferencial competitivo, visto que transmite mais confiança ao mercado. Já que a LGPD não proíbe o uso dos dados dos clientes, mas reforça que é preciso informar sobre o uso que será feito e fazê-lo sempre com o devido consentimento, ou seja, agir de forma transparente.
 

FONTE: Lívia Kriukas / Com Assessoria