96,5 MUTUM
AO VIVO
COMPARTILHE
COM OS AMIGOS!
6 dias atrás - 04/08/2022

Justiça rejeita recurso de Belo contra dívida de R$ 513 com hospital

Foto: Instagram
Foto: Instagram

A Justiça rejeitou um recurso movido por Belo e Gracyanne Barbosa em uma briga com o Hospital São Camilo Ipiranga. A unidade de saúde cobra despesas de R$ 3,5 mil em um tratamento realizado em dezembro de 2018. A derrota de Belo na Justiça diz respeito a uma cobrança adicional, de R$ 513,53, que o hospital exige em razão da demora na solução do caso. As informações são do Uol.


Por duas vezes no último mês, o juiz Álvaro Mirra rejeitou os embargos de declaração de Belo e Gracyanne, que questionavam a citação no processo e pediam sua extinção, alegando já terem pago o débito. A última decisão contrária ao casal foi em 28 de julho.


Os artistas alegaram que receberam a citação do processo por WhatsApp, o que contraria a lei. Os advogados do casal defenderam que a adoção desse procedimento é inviável e tem tramitação ainda sem regulamentação e, por isso, deveria ser anulado.


Além disso, Belo e Gracyanne defenderam que pagaram a dívida com o hospital em outubro de 2020, após receberem planilha atualizada do débito. O casal aponta que foi citado dois anos depois para realizar um pagamento que já fora feito.


Dessa forma, eles pediram que a Justiça aceitasse um recurso para tornar a citação nula e ainda determinar a ausência de interesse processual, já que a dívida foi paga, segundo disseram nos autos. E ainda que o hospital teria ciência de que o débito foi quitado, anexando e-mail para embasar.


O hospital, por sua vez, rebateu e apontou que tentou receber o débito de forma amigável, ao procurar Belo e Gracyanne para a composição de um acordo, mas não obteve retorno. Além disso, lembrou que o tribunal não conseguiu citá-los pessoalmente nos endereços correspondentes.


O hospital negou a alegação do casal e acrescentou que nunca recebeu a comprovação do pagamento da dívida, mesmo após cobranças por telefonemas e mensagens de e-mail. Assim, defende que o casal, ao não notificar a quitação, deu causa às custas e despesas processuais posteriores ao depósito.


O São Camilo, então, diz que ainda tem R$ 513,53 para receber de Belo e Gracynne e pediu que a Justiça determine o depósito da quantia. Ainda cabe recurso por parte do casal.

FONTE: Isto é