96,5 MUTUM
AO VIVO
COMPARTILHE
COM OS AMIGOS!
3 semanas atrás - 26/04/2022

Ação realizada pela Assistência Social retira 18 pessoas da situação de rua em Sinop

Foto: Assessoria
Foto: Assessoria

A Secretaria de Assistência Social, Trabalho e Habitação, realizou na sexta-feira (22) mais um ação de cidadania voltada às pessoas em situação de rua. A ação teve como objetivo levar as equipes de abordagem, junto às Secretarias envolvidas na causa e entidades parceiras, para oferecer acolhimento, tratamento, alimentação, encaminhamento ao mercado de trabalho, e principalmente oportunizar a saída das ruas.


Esse serviço é realizado diariamente pela equipe de abordagem do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS). “Os abordadores possuem a missão diária de realizar a busca ativa das pessoas em situação de rua, realizar a abordagem in loco, oferecer o acolhimento e fazer o acompanhamento desse indivíduo”, detalhou a coordenadora da Proteção Social Especial, Marilene Pereira. Marilene explicou ainda que, devido a legislação, a Assistência Social, não possui autonomia para realizar esse encaminhamento de forma compulsória, cabe então a pasta, oferecer os serviços, realizar o monitoramento e acionar os demais órgãos competentes.


Complementando a fala da coordenadora, a secretária de Assistência Social, Scheila Pedroso, pontuou a importância do apoio da Segurança Pública e da Saúde. “O trabalho da Assistência Social consiste em dar suporte às pessoas em situação de vulnerabilidade e violação de direitos. No caso das pessoas em situação de rua, existe uma questão mais delicada. Como muitos deles são dependentes químicos ou possuem transtornos psicológicos, são casos que precisam do suporte da Saúde. Outro ponto é o fato de que alguns também fazem uso de entorpecentes, cometem pequenos delitos para sustentar o vício e até mesmo possuem passagem pela Polícia, por isso também torna-se uma questão de Segurança Pública!”, explicou a secretária.


A abordagem foi realizada em parceria com os acadêmicos do curso de Arquitetura da Unifasipe, que ofereceram lanches e conversaram com os abordados sobre a importância de uma moradia para sua dignidade. A ação teve início às 6h40 da manhã e terminou às 12h, tendo como resultado o acolhimento de 18 pessoas. Cinco pessoas foram acolhidas na Casa de Passagem, 4 no Lar Cristão, 3 foram encaminhadas para suas casas em Sinop, e 6 receberam passagens para suas cidades de origem. 

FONTE: Assessoria