96,5 MUTUM
AO VIVO
COMPARTILHE
COM OS AMIGOS!
6 dias atrás - 12/05/2022

Hospital da Visão rebate questionamentos da câmara de vereadores sobre cobranças indevidas

FOTO: Divulgação
FOTO: Divulgação

Um dos assuntos mais comentados desde a última sessão da Câmara de Vereadores de Sinop, é o questionamento do presidente da casa de leis, Élbio Volkweis, sobre supostas cobranças por consultas e cirurgias realizadas pelo Hospital da Visão.


Atendendo pacientes desde setembro do ano passado, a unidade gerida pelo Instituto Helen Keller, prometia atender, de forma gratuita, moradores de 35 cidades da região por meio do SUS e convênio junto às prefeituras.


Entretanto, usuários da unidade reclamam por ter que arcar com os custos. Uma senhora relatou que, para o procedimento cirúrgico de catarata da mãe, precisaria desembolsar R$ 1.857 para cada olho, ou seja, um total de R$ 3,714.


Um dos questionamentos dos parlamentares, é a cobrança pelo atendimento, sendo que a instituição recebe (anualmente) R$ 394 mil em verbas impositivas da Câmara, entre outros repasses públicos.


Na tarde de ontem, a diretoria do Hospital, resolveu se pronunciar através de uma coletiva de imprensa, onde reforçou haver uma diferença entre sistema privado e particular, e que de toda forma todo e qualquer procedimento tem custo, sendo cobrado do paciente um valor bem inferior ao praticado no mercado.


Pra quem não sabe, o Hospital da Visão, foi idealizado e construído no bairro Jardim Paraíso pelo Lions Clube, com 980 m² de área construída por meio de recursos da compensação ambiental do Programa de Apoio aos Municípios da Sinop Energia, com investimento de R$ 1,9 milhão.


Na legislatura passada da Câmara, o instituto recebeu R$ 600 mil em emendas impositivas, além do apoio da comunidade através de promoções realizadas pelo Lions Clube.


O diretor do Hospital da Visão, Ideraldo Pires da Costa, afirma que as cirurgias gratuitas, arcadas pela própria instituição fazem parte de um projeto a ser realizado mensalmente com expectativa de 10 cirurgias por mês. Teve início em março com 3 cirurgias de graça e em abril mais 6 procedimentos gratuitos.

FONTE: Lívia Kriukas / Redação Meridional Notícias