96,5 MUTUM
AO VIVO
COMPARTILHE
COM OS AMIGOS!
2 semanas atrás - 18/11/2021

Em gravação de novo DVD, Felipe Araújo homenageia Marília e Cristiano

FOTO: Reprodução
FOTO: Reprodução

O estádio do Mineirão, em Belo Horizonte (MG), virou palco para a gravação do DVD Clube do Araújo, projeto do cantor Felipe Araújo, que faz um mix do sertanejo com o pagode e destaca o futebol, paixão do artista. Após quase dois anos sem poder fazer shows por conta da pandemia da Covid-19, o cantor voltou a se apresentar e contou com a participação especial de vários artistas, amigos de longa data. Um dos momentos mais emocionantes do espetáculo, foi a homenagem ao irmão Cristiano Araújo (1986-2015) e a cantora Marília Mendonça, que faleceu no início do mês em um trágico acidente de avião.


Emocionado, Felipe cantou De Quem É A Culpa, composição de Marília, e lembrou que o irmão falava do talento de artista e que desejava gravar a música, mas não foi possível porque o sertanejo acabou morrendo antes, em um acidente de carro. Depois, foi a própria cantora quem gravou a canção.


Me segurei muito para não chorar. Tenho vergonha de chorar na frente das pessoas (…) É uma música que mexe muito comigo, muito! É a última que ouvi do meu irmão. Ele me mostrou quando o vi pela última vez, antes do Cris viajar”, revelou Felipe em entrevista à imprensa, no camarim, logo após o show.


Em todos os shows da Marília que fui, que pude estar presente, ficava muito emocionado quando ela cantava. Como foi o primeiro show que fiz depois que tudo aconteceu, não tinha jeito de eu não fazer essa homenagem, por mais que não vá para o DVD, para a gravação, foi fora do script, improviso mesmo. E a galera sentiu a energia. Tenho certeza que eles estão felizes com o que está acontecendo aqui hoje”, disse o cantor.


Primeiro dia de gravação


Na noite dessa quarta, Felipe gravou a primeira parte da apresentação que vai para o DVD. Nela, participaram também Thiaguinho, Dilsinho e os grupos Pixote, Menos É Mais e Turma do Pagode. Já nesta quinta-feira (18/11), ele finaliza o projeto cantando mais de seus sucessos e recebendo no palco Alexandre Pires, Sorriso Maroto, Ferrugem e Mumuzinho.


São todos grandes amigos meus, parceiros e ídolos. Não só meus como do Brasil inteiro. Tenho eles como referência na minha musicalidade. Tanto no sertanejo quanto neste novo desafio que é a mistura do sertanejo com o pagode. Poder contar com eles nesse projeto foi surreal. Deu para perceber o quanto eles estavam entregues, eles entraram de cabeça. Estou muito contente”, destacou o sertanejo.


Em agradecimento a Belo Horizonte, estado em que mais faz shows no Brasil, Felipe decidiu que o mais justo seria gravar em terra mineira. “Além do Mineirão ser palco deste sonho, Belo Horizonte é uma cidade que sempre abraçou minha carreira. Os mineiros sempre pedem meus shows. Está sendo uma linda homenagem para todos meus fãs”, disse.


Mas Felipe não escondeu o friozinho na barriga. “É um sonho de infância que estou realizando (show no Mineirão) depois de quase dois anos vivendo nessa loucura, com todas essas incertezas, gravando meu primeiro projeto (…) Estou meio inseguro para subir no palco. Tudo na vida é questão de frequência, consistência, quase dois anos sem cantar, sem fazer show, a gente fica na insegurança, mas, graças a Deus, a galera de BH, do Mineirão, conseguiu me ajudar, me carregar, foi maravilhoso. Ter a participação de tantos amigos e ídolos também foi muito importante para mim nessa volta”, confessou.


O público também pode curtir a apresentação de uma roda de samba que esquentou o local para o evento e, no fim da noite, DJs comandaram a pista. Todos os protocolos contra a covid-19 foram seguidos pela organização do show.

FONTE: Leo Dias