96,5 MUTUM
AO VIVO
COMPARTILHE
COM OS AMIGOS!
3 semanas atrás - 26/07/2022

Paolla Oliveira e Diogo Nogueira foram perseguidos durante meses, indica MP

Foto: Instagram
Foto: Instagram

Cinco meses após Paolla Oliveira e Diogo Nogueira sofrerem ameaças de um homem, que invadiu o condomínio onde a artista vive no Rio de Janeiro, o Ministério Público indicou que as perseguições já estariam acontecendo há meses. Por conta disso, o Juizado Especial Criminal do Rio de Janeiro distribuiu o inquérito para uma vara criminal. 


Segundo o jornal O Globo, a juíza Simone Cavalieri Frota tomou a decisão para que seja apurado se houve injúria e lesão corporal, o que sairia do que é previsto no artigo 61 da Lei 9.099/95 –na qual são consideradas infrações penais de menor potencial ofensivo. 


Após a solicitação da juíza, o promotor Márcio Almeida Ribeiro da Silva, destacou que no inquérito “há inúmeros delitos a serem melhor apurados, especialmente para caracterizar perseguição há meses, bem como dinâmica dos fatos superficialmente narrados”. 


De acordo com as investigações da Polícia Civil do Rio, o português Luís Mário Monteiro invadiu o condomínio de Paolla em 5 de fevereiro deste ano. Na ocasião, ao procurar a 16ª DP (Barra da Tijuca), a atriz contou que o homem havia utilizado o pretexto de recuperar um celular de sua propriedade que estaria com a protagonista de Cara e Coragem. 


Já na porta da casa, Luís Mário gritou palavras ofensivas, xingou o músico e ameaçou o casal de morte, com uma arma da qual, segundo disse nas redes, possuiria porte. 


Segundo o inquérito, a atriz contou que já vinha sendo perseguida por Luís Mário havia cerca de três meses, por meio de mensagens em suas redes sociais. 


Nos textos, ele chegou a marcar páginas de órgãos oficiais, tais como Polícia Civil, Polícia Federal e Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope). No depoimento, Paolla contou que, em agosto do ano passado, ele fez uma declaração de amor na web e disse que viria ao Brasil para encontrá-la. 

FONTE: Jetss