96,5 MUTUM
AO VIVO
COMPARTILHE
COM OS AMIGOS!
3 semanas atrás - 04/11/2020

SUSPEITOS SÃO PRESOS POR MORTE DE ONÇA-PINTADA

Suspeitos são presos por morte de onça-pintada. (Foto: Pixabay / Banco de Imagens / Ilustrativa)
Suspeitos são presos por morte de onça-pintada. (Foto: Pixabay / Banco de Imagens / Ilustrativa)

Uma equipe de agentes do Ibama e da secretaria de Estado do Meio Ambiente faziam o monitoramento para o bem-estar da fauna na região entre o Pixaim e o Porto Jofre, quando foi encontrada a cabeça do animal pendurada em uma árvore. Foi realizada uma radiografia e encontrado a presença da bala estilhaçada em seu crânio, assim evidenciando o crime de caça. Três pessoas foram encaminhadas a delegacia Regional de Poconé suspeitos de matarem uma onça-pintada no Pantanal.


O monitoramento da área serve para garantir o bem-estar da fauna local. A Polícia Civil juntamente com o Ibama estão investigando as motivações e extensões dos crimes. O Posto Emergencial está em atividade desde agosto e é instrumento de resposta aos incêndios florestais e integra as ações do Centro Integrado Multiagência (Ciman).


Órgãos do Governo de Mato Grosso, Governo Federal, entidades de classe, terceiro setor e instituições privadas estão atendendo animais através de uma força-tarefa e até o momento mais de 7 milhões de litros de água e 68 toneladas de alimentos em mais de 16 mil pontos estratégicos.


O grupo tem a coordenação do Comitê Estadual de Gestão do Fogo e é formado pelas secretarias de Meio Ambiente e Segurança Pública, BPMPA, Batalhão de Emergências Ambientais do Corpo de Bombeiros Militar, Programa REM-MT, Instituto de Defesa Agropecuária (Indea) e Marinha do Brasil, Exército Brasileiro e Ibama.


Além disso a Assembleia Legislativa, Prefeitura de Poconé, Juizado Volante Ambiental e Ibama também estão presentes. A UFMT atua por meio do Hospital Veterinário, Centro Acadêmico de Medicina Veterinária e Centro de Medicina e Pesquisa em Animais Silvestres. O Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT) também apoia as ações.


O Conselho Regional de Medicina Veterinária e a Ordem dos Advogados do Brasil em Mato Grosso compõem o grupo. Do terceiro setor, a Ampara Silvestre, Associação de Defesa do Pantanal (Adepan), Instituto Mata Ciliar, Ecotrópica, É o Bicho MT, Instituto Luísa Mell, Grupo de Resgate de Animais em Desastres (GRAD), Reprocon e SOS Pantanal somam esforços. Já da iniciativa privada apoiam a ação a Integral Pet, laboratório VET Vida, Vivet, Clínica Anjo da Guarda e Pantaneiro Clínica Veterinária.