96,5 MUTUM
AO VIVO
COMPARTILHE
COM OS AMIGOS!
4 semanas atrás - 20/06/2024

Ralf lamenta a morte do irmão e parceiro Chrystian: ‘Não conseguimos nos despedir’

REPRODUÇÃO INTERNET
REPRODUÇÃO INTERNET

Na madrugada desta quinta-feira, 20 de junho, Ralf, de 63 anos, irmão e ex-parceiro musical de Chrystian, de 67, expressou sua dor pela morte do irmão através de um post no Instagram. A imagem em preto e branco mostra os irmãos no palco. A dupla esteve ativa de 1983 até 2021, quando ocorreu a separação definitiva.


“Meu irmão querido… Fizemos sempre o nosso melhor. Diante dos nossos compromissos, infelizmente não conseguimos nos despedir… mas tenho certeza que nosso ‘Pai’ te encaminhará na luz junto ao Senhor Jesus! Descanse em paz, meu irmão Chrystian”, escreveu Ralf na rede social.


Carreira e Separações
Chrystian e Ralf cantavam juntos desde a infância, mas foi em 1983 que lançaram seu primeiro disco oficial. A dupla foi premiada e reconhecida tanto nacional quanto internacionalmente, com músicas em novelas como “Cavalo de Aço” e “O Rei do Gado”. Eles se separaram pela primeira vez em 2000, cada um seguindo carreira solo, mas retornaram em 2001 com o álbum “De Volta”. Em 2021, anunciaram a separação definitiva.


 
Problemas de Saúde e morte
Chrystian morreu na noite de quarta-feira, 19. Ele estava internado em um hospital de São Paulo após ser diagnosticado “com uma condição médica que exigia repouso imediato e tratamento especializado”, conforme a assessoria de imprensa. A família declarou que Chrystian dedicou 60 anos de sua vida à música sertaneja.


Chrystian foi internado no Hospital Samaritano no mesmo dia de sua morte. Ele faria um show em Franco da Rocha, São Paulo, no sábado (22).


 Aguardando um transplante


Em fevereiro, Chrystian foi internado para se preparar para um transplante de rim, pois sofria de rim policístico. Ele iria receber um rim de sua esposa, Key Vieira, mas a operação foi adiada devido a imprevistos nos exames pré-operatórios. “A cirurgia que eu ia fazer dia 11 foi adiada para o final do ano porque tive que colocar dois stents no coração. Esse trâmite e tratamento para fazer a cirurgia vai até o final do ano. Por conta deste tratamento não posso fazer agora a cirurgia”, explicou ele na época.

FONTE: FUXICO