96,5 MUTUM
AO VIVO
COMPARTILHE
COM OS AMIGOS!
1 mês atrás - 27/10/2021

Com Pablo e Luisão, Globo reforça aposta no humor e no digital

FOTO: Reprodução
FOTO: Reprodução

A pandemia da Covid-19 foi a justificativa apontada oficialmente pela TV Globo para cancelar os projetos previstos para a área do Humor. Com o fim do Zorra, do Fora de Hora e da Escolinha do Professor Raimundo, a emissora ficou – pela primeira vez em muitos anos – sem qualquer atrativo inédito para quem gosta de ligar a televisão e dar risada.


Parece bobagem, mas humor é coisa séria. No Brasil, clássicos como a Família Trapo, o Viva o Gordo e o Chico Anysio Show criaram tendências, revelaram e consolidaram talentos e imprimiram um jeito brasileiro de fazer comédia. Mais recentes, TV Pirata, Casseta e Planeta Urgente, Sai de Baixo e A Grande Família levaram adiante o compromisso da líder de audiência com a diversão dos telespectadores. Um compromisso que ficou de lado nesses tempos pandêmicos, quando a saída encontrada pela emissora foi recorrer a reprises para garantir algum alívio cômico ao público em meio à rotina de tantas notícias difíceis.


É fato que as condições sanitárias embolaram o meio de campo e dificultaram a produção de conteúdos, sobretudo em 2020. Mas a própria Globo mostrou que existiam alternativas para seguir apostando na comédia. Bruno Mazzeo, com o Diário de um Confinado, mostrou que dava para fazer rir com inteligência e segurança. E ainda pode levar um Emmy pra casa pelo projeto, originalmente pensado para o Globoplay.


Agora, mais uma vez vem da plataforma de streaming global a promessa de novas fontes de riso para o público. Baseada numa série de tuítes (thread) criada pelo ator Paulo Vieira, Pablo e Luisão foi confirmada pela Globo na última terça-feira (26), em post feito na rede do passarinho azul. “Sejam bem-vindos, Pablo e Luisão! Queremos MUITAS histórias pra rirmos juntos”, dizia a postagem no perfil oficial do canal.A produção será realizada em parceria com o Globoplay, que também celebrou o anúncio no Twitter: “Ô Paulo Vieira, quero esses roteiros na minha mesa, hein!”, dizia a postagem da plataforma.


 

FONTE: Leo Dias